Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Serviços da UFPA > Restaurante Universitário da UFPA serve 5 mil “bandejões” por dia
Início do conteúdo da página

Restaurante Universitário da UFPA serve 5 mil “bandejões” por dia

COM_CONTENT_ARTICLE_HITS

RUs disponibilizam pratos nutritivos e saborosos por apenas R$ 1.

Há mais de 20 anos os Restaurantes da Universidade Federal do Pará (RU/UFPA) atendem estudantes, servidores, professores e visitantes da Cidade Universitária José da Silveira Netto, em Belém. Entre o almoço e o jantar são servidos todos os dias mais de cinco mil “bandejões” ao preço simbólico de R$ 1 (um real) para aluno e R$ 2,00 para servidor. Refeições que primam pela qualidade, sabor, nutrição e segurança alimentar.

Quase três toneladas! – Diariamente uma equipe com mais de cem pessoas prepara e serve cerca de 1.020 Kg de carne bovina, carne suína ou carne de frango, ou seja, mais de uma tonelada de proteínas é servida no local todos os dias. Também são ofertados à comunidade cerca de 350 kg de arroz, 200 kg de feijão, 180 kg de farofa, 500 kg de saladas (cozidas ou cruas) e entre 600 a 950 kg de sobremesas, além de temperos e outros ingredientes. Somados, eles chegam a quase três toneladas de alimentos.

“É um trabalho árduo! Abrimos às 6h e fechamos às 20h para oferecer cerca de quatro mil refeições no almoço e outras 1,2 mil no jantar”, esclarece Elielza Rodrigues, uma das seis nutricionistas que supervisionam todas as etapas da preparação dos alimentos.

O "Bandejão" da UFPA é sempre composto por carnes (de boi, de porco ou de frango), arroz, feijão, farofa, legumes e sobremesa. Cada refeição oferece, em média, 40% do Valor Energético Total (VET) que um adulto precisa ingerir diariamente, o que corresponde a cerca de 900 a 1.100 calorias.

Cuidado em todas as etapas – A infraestrutura dos restaurantes da UFPA permite que o serviço seja exemplar. Ao longo dos anos, várias ações e investimentos permitiram que o restaurante adquirisse e implantasse equipamentos e sistemas modernos, desde câmaras frigoríficas, inclusive câmera de lixo orgânico, caminhão para transporte de alimentos, hotbox (espécie de caixas que vedam os alimentos e conservam a temperatura durante o transporte dos mesmos), máquinas esterilizadoras e fornos combinados, dentre outros.

“Esses investimentos aliados à capacitação contínua dos nossos colaboradores e a supervisão rigorosa da nossa equipe de nutricionistas nos ajudou a alcançar um alimento saboroso, nutritivo e seguro. Além disso, temos canais abertos de comunicação com os comensais que se alimentam aqui. Há espaço para interação no nosso site, presencialmente aqui no restaurante e também via ouvidoria da UFPA”, enumera Mary Barros.  E o percentual de reclamações na ouvidoria é quase zero. O que se pode comprovar na própria Ouvidoria.

Além disso, desde outubro de 2015, o novo refeitório do RU Básico passou a funcionar, melhorando a infraestrutura do atendimento ao público nesta unidade, com a inauguração de um novo refeitório com 430 lugares, todo climatizado, com um mobiliário de primeira qualidade. Aliado aos demais investimentos para melhorar e ampliar o potencial de armazenamento, cozimento e oferta de refeições, a nova estrutura ajuda também no atendimento, mais confortável, de quem come diariamente no local.

O próximo passo é o início do projeto de ampliação do refeitório do RU do Profissional, que deve passar de 160 para 332 lugares. O projeto já foi autorizado e tão logo haja disponibilidade orçamentária, será licitado.

Problemas pontuais – A direção do RU também explica que recebe ocasionalmente reclamações sobre a alimentação.  “Isso é normal, pois são mais de 5.000 comensais e um ou outro tem o direito de não gostar de um cardápio específico. Em relação a citações sobre pessoas que ocasionalmente encontraram pequenas pedras feijão, por exemplo, não há nenhuma máquina que cate feijão. Não existe essa tecnologia e fazemos isso com centenas de quilos de feijão diariamente. É um exemplo das tarefas feitas por pessoas que, por mais bem treinadas e comprometidas que estejam, podem errar vez ou outra”, justifica Mary Barros. 

“O que observamos é que a maior parte dos relatos envolve situações que acontecem após o recebimento do alimento, mas sempre que recebemos uma denúncia ou reclamação atendemos cada um, analisamos o relato e verificamos se houve ou não uma falha e, se isso for verdade, corrigimos imediatamente o problema ou – como acontece na grande maioria das vezes – intensificamos ainda mais a supervisão das etapas”, relata Ranilda Souza, nutricionista que trabalha no restaurante há mais de 20 anos.

Espaço para comer e aprender – Os alunos são grande parte do RU da UFPA. Eles são a maioria dos consumidores ou comensais do restaurante e também fazem parte da equipe que trabalha no local. Aluno do sétimo semestre de Nutrição, Victor Eleres, trabalha há dois anos no RU e testemunha que o que aprendeu em sala de aula é aplicado no restaurante da UFPA. “O RU segue a legislação sobre alimentação coletiva e possui segurança alimentar inegável. Para mim, que estou no final do meu estágio, será difícil não sentir saudades daqui”.

Gabriel Furtado e Marcely Feliz são alguns dos milhares de universitários que se alimentam no RU diariamente. Gabriel é aluno do segundo semestre de Geologia e almoça diariamente no local, além de jantar lá algumas vezes. “Com a nova cantina melhorou a infraestrutura e não tenho nenhuma reclamação da comida. O problema sempre é a fila, pois demoramos pelo menos 40 minutos nela diariamente. Sobre a qualidade dos alimentos nunca vi nada errado e não conheço ninguém que tenha tido problemas. Apesar de ter ouvido histórias por ai, não conheço ninguém que tenha realmente vivenciado isso”.

Por sua vez Marcely come no RU há cinco anos. Atualmente ela cursa uma especialização e já concluiu o curso de Artes Visuais da UFPA. “Comia aqui todos os dias, agora mais espaçadamente, mas a comida é ótima! Apenas acho que o tempo da fila é muito longo e que o restaurante talvez funcionasse melhor se fosse self service”, opina.

·      Serviço:

Restaurante Universitário da UFPA (RU)
Funcionamento: Segunda a sexta;
Almoço: Cerca de quatro mil refeições servidas das 11h30 às 14h;
Jantar: Cerca de 1,2 mil refeições servidas das 18h às 19h;
Preços: R$ 1 para estudantes; R$ 2 para servidores; e R$ 3 para visitantes.
Informações e contatos por meio do site www.ru.ufpa.br ou pelos telefones 3201-7744 (RU do Básico) e 3201-8716 (RU do Profissional)

Texto: Glauce Monteiro - Assessoria de 
Publicado em: 11 de março de 2016
Entrevistado: Mary Barros, diretora do restaruante, está disponível para entrevistas.

Fim do conteúdo da página